Dor de costas e tratamento com electroestimulação

Electroestimulador e electroestimuladores. Resistência para manter as costas.

Num artigo anterior falei sobre o programa de eletroestimulação “resistência” para melhorar a forma física, especialmente em corredores de fundo como podem ser maratonistas, futebolistas ao começar a temporada, esquiadores de fundo, ou ciclistas (como eu, porque é o desporto que eu pratico)

Hoje venho dizer alguns benefícios do programa para melhorar a resistência aeróbia para melhorar e prevenir dores de costas com a eletroestimulação.

A maioria da dor de costas ou na parte lombar ou cervical mais precisamente na parte central, são causadas por uma baixa tensão muscular, ou seja, que já á muito tempo não exercita-mos essa zona. Isso faz com que os músculos percam o tónus e a tensão, e até mesmo alguns nervos são comprimidos. Isso facilita que as contracturas ocorram quando menos se espera (na maioria das vezes quando temos mudanças bruscas de temperatura, mais normais nas alterações sazonais) que temos algumas dores que reduzem a nossa mobilidade e que nos faz perder a qualidade de vida.

Em Electroestimulação desportiva vou-te dizer o bem que te vai fazer um electroestimulador compex ou globus para manter e eliminar a dor de costas e evitar esse tipo problemas que te não permitem disfrutar do teu corpo a 100%.

A primeira coisa que eu te recomendo é que te lembres do mal que estas a passar nesse momento. Que te lembres da dor de costas e do incómodo que estas, e que o anotes num papel. Esse é o primeiro passo. Este papel, uma vez recuperado, vai servir como motivação para realizar os exercícios de manutenção das costas pelo menos uma vez por semana. Quando não tiveres vontade de fazer nenhuma actividade física para cuidar as suas costas, como ir ao Gimnásio, natação, ou realizar a eletroestimulação, vá ao papel que tu escreveste quando tinhas tanta dor, quando quase não te podias mexer de tanta dor de costas. Isso fará que a motivação volte a crescer novamente na sua vida. Lembre-se que o melhor remédio é a prevenção.

Depois de ter passado a dor de costas, a primeira coisa que temos a fazer é criar uma rutina de electromusculação. Um dia por semana tem que colocar o electroestimulador na zona afectada e propensa as contracturas e fazer uma sessão de “resistência aeróbica”

Porque “resistência”?

Muito simples. Os músculos das costas são em grande parte das fibras lentas. Eles têm que trabalhar durante muito tempo a uma intensidade não muito alta, de forma contínua, como por exemplo a parte lombar. O programa de “resistência” do nosso compex ou globus trabalha entre 10 e 20 hertz e a essa frequência se trabalha fibras lentas, dando mais resistência e ajudando a oxigenar melhor. A intensidade para trabalhar essa zona é a máxima suportável, e o tempo de trabalho será aquele que te indique o electroestimulador, de preferência entre 30 e 50 minutos. Sendo um exercício suave, podemos realizá-lo nas últimas horas do dia, por exemplo, enquanto vê o seu programa de televisão favorito ou enquanto estiver navegar na internet.

Assim, utilizando o electroestimulador, uma vez por semana, você vai prevenir aquelas dores de costas que tanto o incomodam, vais conseguir elevar o tónus muscular e a resistência da zona que exercitaste, e vais conseguir oxigenar esses músculos e da zona que trabalhes, com o que estás a evitar que a próxima vez que mudar o tempo, ou quando apanhares um peso maior que aquele que estavas habituado, não fiques com contracturas na zona e tenhas que ficar magoado ou dolorido pelo menos mais um par de semanas.

Na electroestimulação desportiva se tens um electroestimulador e gostas da electroestimulação, nós queremos ajudar-te. Mais á frente vamos escrever uma publicação como trabalhar com a eletroestimulação sobre uma zona já contracturada. Que programas aplicar e com que frequência se deve realizar.

Sé feliz

Pedro García