TENS para eliminar dores com a eletroestimulação e os eletroestimuladores

Eletroestimulação, tratamento da dor e conselhos de amigo

eletroestimulação é uma técnica de recuperação muito poderosa e eficaz para o tratamento da dor. Aliviar sobrecargas, eliminar dores, desfazer contracturas… são algumas dos benefícios que a eletroestimulação lhe pode trazer.  Uma excelente ferramenta para o tratamento da dor que não é agressiva com o seu corpo.

No entanto, como todas as coisas da vida, necessita de uma correta utilização. Se lhe dá um uso incorreto, em vez de eliminar a dor pode provocar-lhe mais danos.

Deixo-lhe um exemplo de um amigo de http://electroestimulacaodesportiva.com/

“Olá, Pedro!

Gostava de consultá-lo sobre o uso do eletroestimulador para o tratamento da dor.

Tenho muitos problemas com o epicótilo e  operaram-me 2 vezes. Usava o eletroestimulador compex no programa endorphinic para o tratamento da dor, obtendo bons resultados,  a uma intensidade de 8-10 miliampérios, e um amigo disse-me para aumentar a intensidade para 30 miliampérios.

Agora, há 3 dias que tenho pontadas do nervo até à axila e a mão, cada vez que a movimento, tenho dores imensas.

Passará rapidamente? O que posso fazer?

Muito obrigado”

Nestes casos, o uso incorreto da eletroestimulação provoca uma contração tão forte num local já lesionado que o que faz é criar uma nova contratura muito mais dolorosa que a anterior.  Ainda que me ache aborrecido, lembre-se mais uma vez que as massagens devem provocar sacudidas suaves e não contrações musculares.  Uma massagem com eletroestimulação não tem que doer.

Se isto acontecer e a dor for muito intensa, a primeira coisa a fazer é ir ao médico, que será a pessoa que nos diagnosticará aquilo que temos. Explique-lhe o que aconteceu, o que estava a fazer e o que lhe provocou a dor.

Em segundo lugar, e como conselho, lembro-lhe, mais uma vez, que as massagens e programas de tratamento da dor como o endocrínico, aplicam-se de forma suave. Tem de perpassar uma sensação agradável e em nenhum momento contrações fortes (já sei que já o disse antes… pode chamar-me “chato”). Um programa de massagem não tem que  doer. Se lhe doer, é possível que os adesivos condutores ou elétrodos estejam em mau estado ou que a intensidade não seja a adequada. Sempre de modo suave. Por favor tenha isto sempre presente porque esta é uma das falhas mais comuns quando se faz um tratamento para a dor com o eletroestimulador em casa. A massagem, sempre, sempre, sempre… suave.

Em terceiro lugar, os conselhos dos amigos vamos deixá-los para coisas que não estão relacionadas com a saúde. O melhor conselho relacionado com a saúde será sempre um especialista a dá-lo. Cuidado com aquilo que funcionou bem nos outros e com os conselhos dos amigos. A saúde é uma coisa séria.

A partir de www.electroestimulacaodesportiva.com recomendar-lhe-ei sempre que seja um especialista o que se encarregue do tratamento da dor e que não seja você a automedicar-se ou a autodiagnosticar-se.

Lembre-se. Ainda que me ache aborrecido, as massagens devem ser SEMPRE suaves. Que não provoquem dor.

Seja Feliz

Pedro García