eletroestimulação e desportistas profissionais

E isso da electroestimulação… Quem é que usa?

Os profissionais do desporto são o espelho onde desejamos refletir. Se eles estreiam sapatilhas, nós perguntamos por elas na loja. Se conseguem um patrocinador de óculos novos, nesse ano usa-se o modelo que usa o desportista. Se eles comem ou tomam algum suplemento, automaticamente a todos nos apetece tomá-lo porque, com certeza, que correremos tão rápido e tão forte como o nosso ídolo.

Mas acontece que com a eletroestimulação não há muita informação sobre desportistas profissionais que a usem, e isso dá a sensação de que isto da eletroestimulação… não deve de ser muito bom, se eles não o usam.

Com o passar do tempo, apercebi-me que ainda que não encontremos informação sobre algo, não quer dizer que isso não exista.

Futebol Clube BarcelonaCelta de VigoSevilha Clube de Futebol… (Clubes espanhóis de futebol).  

Arancha Sánchez Vicario (Tenista espanhola).

Bosma–Herrera (Medalhista de prata olímpica). 

Arnau Julia (Campeã do mundo de Raides). 

Shane del Rosario (Campeã de EEUU de pesos pesados de Muai Thai WBC). 

Peter Fanderkaay (Membro da equipa de natação dos Estados Unidos e vencedor da medalha de ouro em 2004 e 2008). 

Jerry Rice (Vencedor 3 vezes da Superbowl). 

Antonio Cairoli (Vencedor de quatro campeonatos do mundo de Motocross). 

Alexandra Lousión (Melhor triatleta no ano 2010 e 2011). 

Chris McCormack (Duas vezes campeão do mundo de Ironman). 

Dachhiri Dawa Sherpa (Um dos melhores corredores do mundo). 

Daniele Tognaccini (Diretor desportivo do AC Milan). 

Ignacio Coque (Preparador físico da seleção espanhola de Basquetebol). 

Marc Cavendish (Ciclista profissional campeão do mundo).

Sebastian Buhl (Jogador de Golf profissional – PGA Erupean/Challenger Tour) e muitos mais que não sabemos, são desportistas que utilizaram a eletroestimulação para a sua preparação.

É certo. A eletroestimulação funciona e eles sabem-no bem. Por isso, usam-na, não só para recuperar de treinos duros, mas também para compensar músculos ou zonas que não as trabalham com frequência, fortalecer músculos específicos, trabalhar zonas que são complicadas ou apresentam risco de lesão, se as trabalharem de maneira voluntária, para recuperar a musculatura após um duro dia de trabalho, para sair mais rapidamente das lesões…

Quando os melhores, os profissionais, utilizam este fantástico complemento para realizar o seu treino ou recuperação… por algo será.

Como dizem por aí, algo terá a água se todos a bendizem.

E você… O que pensa? A eletroestimulação compensa ou acha que não serve para nada?

Seja Feliz

Pedro García